SEXTA-FEIRA, 21 DE JULHO DE 2017
Colunistas
Siga-nos

Notícias

Foto: Divulgação
Saúde
05/01/2017 às 15:16:24

Em um ano Sergipe registra mais de 6 mil partos em maternidade de referência

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), referência para os casos de alto risco no âmbito da assistência materno-infantil, realizou 16.751 atendimentos no ano passado, de acordo com o setor de Acolhimento com Classificação de Risco da unidade.

 

“Deste total, 7.501 pacientes foram classificadas como alto risco e ficaram internadas na maternidade para tratamento ou para realização do parto. Já 9.250 foram acolhidas, receberam atendimento (foram classificadas como baixo risco) e foram transferidas para outras unidades de assistência ou para o pré-natal”, destaca a gerente de admissão da MNSL, Lourivânia Prado.

 

No ano passado, foram realizados 6.115 partos, sendo 2.845 normais e 3.270 procedimentos de cesariana; número superior ao de 2015, quando foram contabilizados 5.807 partos.

 

Projeto

 

A MNSL também é referência no atendimento à pessoa em situação de violência sexual no Estado de Sergipe. Em 2016 foram registrados 237 casos, número inferior ao de 2015, quando foram contabilizados 286 atendimentos.

 

"Todo o trabalho que acontece no ambulatório de atendimento a essas vítimas é de forma sigilosa. Nos casos de violência aguda, ou seja, até 72 horas após o ato, realizamos a profilaxia para evitar gravidez indesejada e Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), além dos exames laboratoriais", esclarece o superintendente da unidade, Luís Eduardo Correia.

 

As vítimas que sofreram abusos em outros momentos podem procurar a MNSL para buscar apoio psicológico e realizar exames e tratamentos relacionados às ISTs. A equipe atende 24 horas por dia.

 

Follow Up e Banco de Leite

 

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes também oferece assistência continuada aos bebês que nasceram de forma prematura na unidade, através do ambulatório de Follow Up. Atualmente, existem cerca de 2.300 crianças cadastradas no serviço. Os recém-nascidos são assistidos pelo setor a partir do momento que recebem alta da MNSL e são acompanhados até os dois anos de idade.

 

"No ambulatório de Follow Up existe uma equipe multidisciplinar, composta por médicos neonatologistas, oftamologistas e neuropediatras, além de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Os bebês que nasceram prematuros vão ao ambulatório ao menos duas vezes por semana. No setor, realizamos a primeira consulta com um pediatra e, caso haja alguma necessidade de atendimento de urgência, o bebê retorna para a MNSL. Se não, continua seguindo o processo para as outras consultas. As mamães também são beneficiadas com os trabalhos realizados pelos assistentes sociais", esclarece a gerente do ambulatório, Magda Dórea.

 

O Banco de Leite Marly Sarney, também é um setor ligado à MNSL. Em 2016, registrou 625 mães doadoras e 1542 receptoras de leite humano.

 

Cartório

 

Para garantir o direito à cidadania aos novos sergipaninhos, a MNSL tem dentro da própria instituição um cartório. Em 2016, foram emitidas na unidade 1.416 certidões de nascimento. As ações são desenvolvidas através de uma parceria com Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE).

 

Segundo a referência técnica do setor de Serviço Social da MNSL, Fátima Andrade, para que o registro de nascimento seja feito na unidade, os pais podem se dirigir ao Cartório até o 15º dia de vida do bebê.

 

“Para emitir a Certidão de Nascimento, primeiramente, precisamos da Declaração de Nascido Vivo (DNV), emitida após o parto. Além disso, também pedimos os documentos de identificação dos pais como RG e CPF. Trabalhamos com um cadastro unificado interligado ao 13º e 15º Ofícios cujo sistema é online. O processo é rápido e não dura mais de 20 minutos”, explica Fátima Andrade


Fonte/Autor: ASCOM - MNSL

Deixe seu Comentário

Ainda não há comentários, seja o primeiro a comentar.

Seu Nome:

Seu E-mail:  (Não será divulgado)

Comentários:
   Página de 11     ( Total de Registros: 102 )
Seja um repórter, envie sua notícia